Atividade n 1 – Profissões do futuro e profissões que desaparecerão


Profissões do futuro e profissões que desaparecerão:

  • Universidade ou Curso Técnico? Existe um caminho mais promissor?


    Este tema atualmente é palco de muitas discussões, com a atual rapidez com que o mercado tem se desenvolvido novas profissões estão surgindo, dando espaço a novos profissionais, e consequentemente extinguindo algumas profissões.

    Cada vez mais alunos e profissionais tem buscando aperfeiçoamento através de cursos de nível superior, técnicos ou qualificações em áreas especificas, para gerarem novos agentes de mercado de trabalho.

    Com o decorrer do tempo e com o desenvolvimento tecnológico, algumas profissões estão desaparecendo aos poucos, por falta de trabalhadores interessados ou qualificados, ou pela substituição de maquinas que comprometem o trabalho humano.

    Sabemos que algumas profissões não desapareceram, porém irão se adequar as novas tecnologias apenas mudando seus nomes ou alterando algumas funções. No entanto em algumas profissões existem apenas pouquíssimos profissionais que atuam na área, que muitas vezes tem se extinguido pelo avanço tecnológico, ou pela necessidade de se adequar a novos comandos de trabalho, sendo forçado a mudar de profissão.

    No mercado atual algumas profissões geram lucros significativos no mercado interno, e contribuem para o favorecimento e enriquecimento de empresas , contribuindo para o seu desenvolvimento.

    Grandes empresas como por exemplo a Petrobras tem investido pesado na qualificação e nas oportunidades de trabalho, gerando novos empregos.

    Até 2015, devem surgir mais de 50 mil vagas por ano para técnicos na indústria de petróleo, gás e energia e também no segmento naval – indústria naval e estaleiros. ( http://www.profissoesdefuturo.com.br/ )”


    Atualmente com o avanço da informática o crescimento acelerado do mercado digital e tecnológico criou-se mudanças impactantes no mercado profissional, as profissões do futuro que cada ano surgem mais.

     

    Profissões essenciais hoje podem deixar de serem tão importantes com o simples avanço tecnológico, estudos de mercado atualmente preveem quais carreiras serão mais promissoras e terão maior espaço no futuro.

     

    Este crescimento é um cenário que deve se manter até 2020, segundo algumas pesquisas realizadas pela FIRJAN ( Federação das Industrias do Rio de Janeiro ), no entanto para que este desenvolvimento positivo continue crescendo precisa-se de investimento para suprir seus custos, o que tem levado os setores industriais a se tornarem exigentes em relação a preparação e qualificação dos profissionais.



      • Profissões do Futuro

    A qualificação de novos profissionais que ocuparam vagas em um mercado emergente atualmente em total expansão demonstra que em uma pesquisa realizada em algumas industriais no Brasil demonstrou que novas profissões estão surgindo para um futuro próximo.

    Ambas com ligação em áreas como:

    • AUTOMAÇÃO

    • ENGENHARIA PETROQUÍMICA

    • PETROLÍFERA

    • ENGENHARIA DE MOBILIDADE

    • TÉCNICO EM SISTEMA DE INFORMAÇÕES

    • TRANSFORAÇÃO DE PLÁSTICOS

    • SUPERVISOR DE PRODUÇÃO

    • TÉCNICO EM SUPERFÍCIE DE METAIS

    • TÉCNICO EM MECATRÔNICA

    • BIOTECNOLOGISTA

    • ENGENHEIRO AMBIENTAL E SANITÁRIO

    • DESENHISTA TÉCNICO EM ELETRICIDADE

    • DESENVOLVEDOR DE ALGORÍTIMOS

    • ANALISTA DE ENERGIAS ALTERNATIVAS

    • ELETROMECÂNICA


    1.1 Setores de maior possibilidade de crescimento

    Com avanço tecnológico e a demanda de alguns setores industriais, consequentemente existe-se a busca por qualificação profissional, e gera-se vagas de trabalho, no entanto este avanço contribuí positivamente e negativamente.

     

    No lado positivo entende-se que com o avanço tenológico existe-se uma facilidade maior na operação e na gestão das industriais, contribuindo para seu crescimento e avanço no mercado de trabalho aumentando a competitividade.

     

    Porém este avanço tecnológico e o surgimento de novas carreiras profissionais, contribui em um lado social preocupante, alguns setores saturados, ao qual existem mais candidatos do que vagas para emprego se torna preocupante, por questões sociais, como desemprego, desvalorização da profissão como por exemplo.

     

    O desaparecimento de diversos mercados de trabalho é um assunto que vem sendo acompanhado a algum tempo tanto pelas empresas quanto pelos orgão interessados e ligados ao desenvolvimento profissional e educacional.

     

    Não existem medidas e projetos existentes que o governo ou sindicatos possam tomar para alterar este quadro irreversível. Porem fica-se claro que ao mesmo tempo que profissões desaparecerão, novas oportunidades apareceram.

     

    Precisamos entender que o mercado de trabalho não atua da mesma forma como antigamente, hoje não se é mais possível planejar uma carreira profissional para toda vida, concursos públicos e cargos públicos não são mais garantia de estabilidade e segurança profissional.


    Entendendo este quadro: Existem seis conceitos que devemos compreender.

    • A diminuição do mercado de trabalho, assim diminuindo a oferta de emprego devido a queda da economia.

    • A diminuição na demanda de determinado setor, ou a substituição de pessoas de certa profissão por maquias e computadores por exemplo. Gerados pelos avanços tecnológicos e digitais muitas profissões foram substituídas por agentes mais “competentes”.

    • Degradação do mercado de trabalho pela perca de importância de determinada profissão.

    • Adequação aos novos meios tecnológicos, como a utilização de computadores e internet para suprir serviços como por exemplo; serviços de banco, baco de dados, fichários, representação comercial, vendas e etc.

    • Problemas na facha etária para determinadas profissões estudo comprovam que trabalhadores com idades superiores aos 50 anos de idade sofrem problemas para conseguirem uma carreira profissional.

    • Mercados de trabalho irrelevantes que levam muitos trabalhadores a buscarem uma alternativa livre de trabalho, de uma forma contraria a formalidade de trabalho.


    1.1.2 Emprego 


    Atualmente muitas pessoas visam em buscar empregos que se adaptem às suas preferencias, e qualificações, porém isto tem se tornado um problema, e uma questão a ser analisada. No mercado atual não é o mercado que se adapta ao perfil de um trabalhador, mas sim o trabalhador que se adapta ao mercado de trabalho.

    Precisamos estar ligados constantemente nas mudanças que o mercado de trabalho sofre, e conjuntamente se aperfeiçoar para acompanhar este desenvolvimento acelerado. É fundamental que os trabalhadores acompanhem as tendências e que estejam preparados para se adaptar as mais variáveis mudanças, isto constantemente.

    Empregos que deixaram de existir

    Muitas profissões deixaram de existir isto é um fato irreversível, justamente por causa da globalização e da tecnologia, podemos afirmar que desde 1880 com o surgimento das primeiras maquinas a vapor com e com a revolução de 1932, o Brasil teve muitas profissões reduzidas e algumas que deixaram de existir, porem, surgiram-se novas oportunidades e criaram-se novas funções. Profissões que vão desaparecer:

    • Operador de caixa nos super e hipermercados

    • Revelador de fotografias

    • Gerente de lojas de CD

    • Sindicalista

    • Autor de enciclopédias

    • Mineiro

    • Construtor

    • Piloto de aviões caça

      Operador de call center

    • Prospector de petróleo

    • Datilografo

    • Operador de Kardex

    • Arquivista

    • Telegrafista

    • Barbeiro

    • Operador de Mimiografo

    • Motoneiro

    Entendendo-se assim que estas profissões com o passar do tempo deixarão de existir pelo simples fato do avanço tecnológico e da globalização suprir as necessidades que estes empregos cumpriam na sociedade. Exemplo: Com o passar do tempo o datilografo parou de ser usado, por ser substituindo pelo computador e suas tecnologias, conjuntamente houve uma queda absurda no mercado de trabalho de datilógrafos, o que fizeram com que eles buscassem novos mercados de trabalho, ou se aperfeiçoassem as novas tecnologias e ferramentas de trabalho.

    Voltando-se a reforçar que no patamar atual do mercado de trabalho, não somos mais aqueles que escolhemos o que queremos ser, mais sim o mercado de trabalho que faz sua seleção, e apenas suprimos as suas necessidades nos aquedado a cada necessidade de trabalho.

     Entrevista Prof. Ruari – Video EquipeKratos


    Fatores que contribuem para a extinção de alguns empregos

     

    Como sabemos o avanço tecnológico, a globalização, novas ferramentas de trabalho são os principais responsáveis pela extinção de alguns empregos. Porem algumas industrias contribuem para este mesmo evento, a criação de novos produtos, e ferramentas que facilitam o dia-a-dia do trabalhador e das pessoas fazendo com que cada vez menos estes setores sejam procurados.

    A sociedade tem se tornada exigente, e o mercado precisa e tem se tornado exigente conjuntamente, o que leva os pesquisadores e as industrias de tecnologia a criarem ferramentas cada vez mais capazes de ajudar ou ate inibir o trabalho humano.

    O que consequentemente acaba em desemprego, ou leva trabalhadores de setores atingidos por estas tecnologias a serem forçados a migrarem para outras formas de trabalho.



    Curso Superior


           Hoje os cursos superiores tem se tornado uma opção eficaz para o desenvolvimento de novos empregos, segundo alguns estudo, estamos preparando acadêmicos para empregos e problemas que ainda nem existem.

             Paradigma que deixa muitas duvidas, sobre que faculdade fazer, que carreira investir, pois sabemos que garantia de diploma não é garantia de emprego no mercado atual. Pois alguns mercados de trabalho estão saturados, e não possuem vagas suficientes para a quantidade de universitários e trabalhadores prontos para o mercado de trabalho, o que leva este grupo a investir em outras áreas acadêmicas. 

              Muitas pessoas preferem cursos de nível superior pela qualidade de ensino e pelas chances proporcionadas pelos cursos. Novidades como os cursos de EAD hoje são importantes, cursos com carga horaria reduzida facilitando o acesso de pessoas que trabalham muito,  e querem cursos superiores menores.

    Cursos Técnicos


             Os cursos técnicos tem tomado grande parte da escolha de estudo de muitas pessoas, pelo custo-beneficio e pelo fato de muitos empregos solicitarem somente os cursos técnicos.

    Cursos técnicos específicos em áreas especificas tem se tornado escolha de muitos jovens, e trabalhadores que procuram uma qualificação, mais acessível e com carga horaria menor de estudo, além de proporcionar uma profissão em determinada área.


    Referencias Bibliografia

    [http://www.enemvirtual.com.br/as-profissoes-do-futuro/]

    [http://www.profissoesdefuturo.com.br/perfis/estudante-do-ensino-tecnico]

    [http://www.webartigos.com/artigos/a-extincao-de-algumas-profissoes-e-a-criacao-de-novos-conceitos/36166/]

    [http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2002/10/01/539376/rofisses-futuro.html]

    [http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2012/03/pesquisa-destaca-9-profissoes-com-mais-mercado-de-trabalho-no-futuro.html]

    [http://patriciamilani.blogspot.com.br/2010/06/artigo-sobre-profissoes-do-futuro.html]

    [http://ecoviagem.uol.com.br/fique-por-dentro/artigos/meio-ambiente/tecnologia-ambiental-desponta-entre-profissoes-do-futuro-1339.asp



About these ads

5 pensamentos sobre “Atividade n 1 – Profissões do futuro e profissões que desaparecerão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s